Compositores judeus de todas as nacionalidades foram excluídos dos repertórios e das atividades das orquestras da Alemanha nazista. Arthur Dapieve conta essa história e seleciona criações de grandes autores judeus: Mahler, Mendelssohn, Bloch, Schoenberg e Leonard Berstein.

Repertório

Mahler. Sinfonia nº 1: III. Feierlich und gemessen, ohne zu schleppen – Orquestra do Concertgebouw, de Amsterdã, sob regência de Leonard Bernstein -10:27

Mendelssohn. Sinfonia nº 5, “Reforma”: IV. Chorale “Ein feste Burge ist unser Gott”/ Andante con moto – Allegro maestoso – Orquestra Sinfônica de Londres, sob regência de Claudio Abbado – 9:08

Bloch. Baal Shem – Osesp, sob regência de John Neschling e com o violinista israelense Vadim Gluzman como solista – 15:08

Schoenberg. Verklärte nacht: I. Grave – Filarmônica de Berlim, sob regência de Herbert Von Karajan – 6:38

Bernstein. Sinfonia nº 3, “Kaddish”: VII. Allegro vivo, com gioia – Filarmônica de Israel, regida por Leonard Bernstein, com o ator nova-iorquino Michael Wager como narrador – 9:50

 

Apresentação: Arthur Dapieve

Edição e sonorização: Filipe Di Castro