A cantora paulista Isaurinha Garcia (1923-1993) era casada com o organista pernambucano Walter Wanderley (1932-1986) quando gravou com ele, em 1959, este balançado samba Feiura não é nada, de autoria do paraense Billy Blanco (1924-2011). A música já tinha sido interpretada por Dolores Duran. O apelido artístico de Isaurinha era “A personalíssima”.

 

Seleção e texto: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro