A relação de Paulinho da Viola com a Portela é especial. Foi com um samba-enredo seu que a escola se sagrou campeã em 1966. Ele ganhou olhares desconfiados dos portelenses após coassinar uma homenagem à Mangueira. Mas as pazes foram feitas gloriosamente com Foi um rio que passou em minha vida. E Paulinho ainda produziu o primeiro disco da Velha Guarda da Portela. No início dos 1970 já estava firme no time dos maiores compositores nacionais, graças a canções como Para ver as meninas e Dança da solidão, entre outras.

Repertório

Sei lá, Mangueira (Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho) – Caetano Veloso, Paulinho da Viola e Chico Buarque

Foi um rio que passou em minha vida (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Para ver as meninas (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Dança da solidão (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Guardei minha viola (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

Para um amor no Recife (Paulinho da Viola) – Paulinho da Viola

 

Roteiro e apresentação: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro