Pedro Miranda, 40 anos, nascido em Copacabana, apareceu no cenário da música carioca em meio aos jovens que, em várias gerações a partir dos anos 1980, renovaram o samba a partir da Lapa. Fez parte do grupo Semente, onde surgiu também a cantora Teresa Cristina, e hoje participa do Samba de Fato, com Alfredo Del-Penho, Pedro Amorim e Paulino Dias. Seu primeiro disco foi Coisa com coisa, de 2006, em que apresentava sambas antigos, pouco conhecidos e até um inédito, como o que dá título ao disco, uma parceria bem humorada de Zé Keti e Elton Medeiros jamais gravada nem mesmo pelos compositores. No disco seguinte, Pimenteira, Pedro mesclou antigos e novos sambistas, interpretando apenas músicas inéditas. Samba original, o novo CD, em que aparece na capa com um bigodinho vintage que já esteve no rosto de outros cantores, como seus ídolos Miltinho e Jackson do Pandeiro, ele revisita sambas esquecidos pela onda, muito comum entre os cantores da Lapa, de garimpar novidades no baú da MPB. Se passar da hora é o encontro de Baiaco, do Estácio, com Ventura, da Portela. Batuca no chão, quase um ponto de candomblé, é o encontro de Ataulfo Alves e Assis Valente, parceria que não se repetiria. Neste programa, ele conta a Joaquim Ferreira dos Santos como essas músicas apareceram em sua vida. Fala também de sambistas de bossa como Luiz Barbosa, Cyro Monteiro, Vassourinha e Mario Reis. Numa das faixas do CD, ele recriou com Caetano Veloso a tradição das duplas de cantores, muito comuns na origem da música carioca. Os dois regravaram A razão dá-se a quem tem (Noel Rosa, Ismael Silva e Francisco Alves), lançada por Francisco Alves e Mario Reis. Pedro toca no estúdio da Batuta Meu pandeiro, um samba assinado por Luiz Gonzaga.

Repertório

Garota dos discos (Wilson Batista e Afonso Teixeira) – Pedro Miranda

Garota dos discos (Wilson Batista e Afonso Teixeira) – Quatro ases e um coringa

A razão dá-se a quem tem (Noel Rosa, Ismael Silva e Francisco Alves) – Pedro Miranda e Caetano Veloso

A razão dá-se a quem tem (Noel Rosa, Ismael Silva e Francisco Alves) – Mario Reis e Francisco Alves

Amanhã eu volto (Roberto Martins e Antônio Almeida) – Pedro Miranda

Amanhã eu volto (Roberto Martins e Antonio Almeida) – Vassourinha

Batuca no chão (Ataulfo Alves e Assis Valente) – Pedro Miranda

Batuca no chão (Ataulfo Alves e Assis Valente) – Ataulfo Alves e suas pastoras

Caixa econômica (Nássara e Orestes Barbosa) – Pedro Miranda e Eduardo Gallotti

Caixa econômica (Nássara e Orestes Barbosa) – Luiz Barbosa e João Petra de Barros

 

Assista ao trailer da entrevista, em que Pedro Miranda canta Meu pandeiro, de Luiz Gonzaga:

IFrame

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro