Paulo Tapajós foi compositor, radialista fundamental, dublador de filmes de Walt Disney, pesquisador musical, mas foi, antes de tudo, um grande cantor. É o que diz Zélia Duncan, que se deixou seduzir pela voz do artista ao ouvi-lo, anos atrás, na rebuscada Talento e formosura. "Está no rol das gravações que me comovem", elege ela, que ressalta a "voz macia" e a "interpretação impecável" de Paulo Tapajós. Ela apresenta gravações solo dele e ao lado do irmão Haroldo.

Talento e formosura (Catulo da Paixão Cearense/Edmundo Otávio Ferreira) – Paulo Tapajós

Loura ou morena (Haroldo Tapajós//Vinicius de Moraes) – Irmãos Tapajós

Decadência de pierrot (Alcyr Pires Vermelho/Lamartine Babo) – Irmãos Tapajós

Lua branca (Chiquinha Gonzaga) – Paulo Tapajós

Casa de caboclo (Hekel Tavares/Luiz Peixoto) – Paulo Tapajós

No rancho fundo (Ary Barroso/Lamartine Babo) – Paulo Tapajós


Edição e sonorização: Filipe Di Castro