O Rio de Janeiro completa 453 anos em 1º de março em clima de convulsão, sob uma intervenção militar decretada, segundo o governo federal, para combater a violência. Mais do que nunca, é o “Rio 40 graus”, “a capital do sangue quente, do melhor e do pior do Brasil”, como no sucesso de Fernanda Abreu. Músicas que falam de intolerância, medo e nostalgia na cidade também estão no programa.

Repertório

Rio 40 graus (Fernanda Abreu, Fausto Fawcett, Allen Shamblin e André Young) – Fernanda Abreu

Caravanas (Chico Buarque) – Chico Buarque

Rádio-patrulha (Silas de Oliveira, Marcelino Ramos, J. Dias e Luisinho) – Heleninha Costa

Nomes de favela (Paulo César Pinheiro) – Moyseis Marques

Saudades da Guanabara (Moacyr Luz, Aldir Blanc e Paulo César Pinheiro) – Moacyr Luz

Estação derradeira (Chico Buarque) – Chico Buarque

 

Roteiro: Joaquim Ferreira dos Santos

Apresentação: Luiz Fernando Vianna

Edição: Filipe Di Castro