A primavera começa neste 23 de setembro e a Rádio Batuta quer saudar a chegada da estação das flores com uma lista de canções que parecem dedicadas à exaltação das flores, mas, quando você vai ouvir, não são bem assim. São falsas flores as 11 que aparecem nesta playlist organizada por Joaquim Ferreira dos Santos. A de Pra chatear, uma composição pouco conhecida de Caetano Veloso dos anos 1960, fala das flores de plástico (“a rosa vermelha e branca hei de amar até morrer”). A Flor do lodo, de Ari Mesquita, é definida logo no segundo verso da canção: é a “mulher de baixos costumes”. A flor dos Los Hermanos é a da discórdia, vértice de um triângulo amoroso. Flor de lis, embora na letra de Djavan tenha um sentido botânico, não existe. A que existe é usada normalmente como a representação de um lírio, aplicado nos brasões da realeza francesa, como simbolo de poder e lealdade. A Rosa de ouro, que Elizeth Cardoso traz nos cabelos, é evidentemente um broche. A Flor do Lácio, de Caetano, é a bela língua que rege este texto. A flor da noite, de Toquinho e Vinicius, tem até nome, chama-se Matilde, “a louca mansa” que vive apregoando seus serviços no Pelourinho. A Flor da pele, de Zeca Baleiro, é a sensibilidade. A Flor da idade, de Chico Buarque, trata de mais uma mulher da vida. Pétala, de Djavan, na sempre original imaginação do poeta alagoano, é uma “pétala de estrela caindo bem devagar”. As Flores dos Titãs, que encerram a audição, são da mesma espécie das de Caetano, que a abriram: de plástico.

 

Músicas

Pra chatear (Caetano Veloso) – Ronnie Von e Caetano Veloso

Flor do lodo (Ari Mesquita) – Aracy Cortes e Conjunto Rosa de Ouro

A flor (Rodrigo Amarante e Marcelo Camelo) – Los Hermanos

Flor de lis (Djavan) – Djavan

Rosa de ouro (Elton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho) – Elizeth Cardoso e Conjunto Rosa de Ouro

Língua (Flor do Lácio) (Caetano Veloso) – Caetano Veloso e Elza Soares

A flor da noite (Toquinho e Vinicius de Moraes) – Toquinho e Vinicius

Flor da pele (Zeca Baleiro), com citação de Vapor barato (Jards Macalé e Waly Salomão) – Zeca Baleiro

Flor da idade (Chico Buarque) – Chico Buarque

Pétala (Djavan) – Djavan

Flores (Charles Gavin, Tony Bellotto, Paulo Miklos e Sérgio Britto) – Titãs

 

Seleção: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição e sonorização: Filipe Di Castro