Geraldo Carneiro, novo integrante da Academia Brasileira de Letras, tem uma longa carreira na música popular. Escreveu cerca de 400 letras, desde o início da década de 1970, para melodias de Francis Hime, Egberto Gismonti, Wagner Tiso, Astor Piazzolla e muitos outros compositores. No início da carreira, estava ao lado do conjunto de cabeludos A Barca do Sol, do movimento underground do Rio. Em 2000, ele dividiu com Paulo César Pinheiro as letras da imponente Sinfonia do Rio de Janeiro de São Sebastião, de Francis Hime. Nesta playlist, organizada por Joaquim Ferreira dos Santos, estão alguns exemplos da obra do imortal de 64 anos, que também toca piano e violão. Entre outras áreas de atuação (poesia, teatro, tradução, roteiros de TV), ele deu um grande destaque à música.

Repertório

Rita Baiana (John Neschling e Geraldo Carneiro) – Zezé Motta

Navega ilumina (Francis Hime e Geraldo Carneiro) – Francis Hime

Água e vinho (Egberto Gismonti e Geraldo Carneiro) – Egberto Gismonti

As ilhas (Astor Piazzolla e Geraldo Carneiro) – Ney Matogrosso

Choro de nada (Eduardo Souto Neto e Geraldo Carneiro) – Tom Jobim e Miúcha

Lady Jane (Nando Carneiro e Geraldo Carneiro) – Olivia Byington

Falta-me você (Jacob do Bandolim e Geraldo Carneiro) – Amélia Rabello

Fantasma da ópera (Muri Costa e Geraldo Carneiro) – Olivia Byington e A Barca do Sol

A flor e o cais (Wagner Tiso e Geraldo Carneiro) – Danilo Caymmi

Sinfonia do Rio de Janeiro de São Sebastião – Final (Francis Hime, Paulo César Pinheiro e Geraldo Carneiro) – Sergio Santos, Zé Renato, Lenine, Leila Pinheiro e Olivia Hime

 

Seleção: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro