João Bosco completa 70 anos neste dia 13. Como seu principal parceiro, Aldir Blanc, também completa 70 anos em 2016, a Batuta ainda fará outros programas sobre os dois grandes compositores. Este primeiro é uma seleção de um lado B de Bosco: canções que não ficaram tão conhecidas; ou tiveram sua força na época e hoje são pouco lembradas; e aquelas mais recentes que devem ser mais escutadas. Em comum, todas de alta qualidade. Metade tem letras de Aldir Blanc, e as outras cinco são de diferentes parceiros, inclusive o próprio Bosco, autor dos versos da sofrida e mineira Das dores de oratórios.

Repertório

Casa de marimbondo (João Bosco e Aldir Blanc) – João Bosco

Tanto faz (João Bosco e Francisco Bosco) – João Bosco

Siri recheado e o cacete (João Bosco e Aldir Blanc) – João Bosco

Natureza viva (João Bosco e Paulo Emílio) – João Bosco

Siameses (João Bosco e Aldir Blanc) – João Bosco e Nana Caymmi

Jimbo no jazz (João Bosco e Nei Lopes) – João Bosco

Tabelas (João Bosco e Aldir Blanc) – João Bosco

Das dores de oratórios (João Bosco) – João Bosco

Amigos novos e antigos (João Bosco e Aldir Blanc) – João Bosco

Pagodespell (João Bosco, Chico Buarque, Caetano Veloso e Oswald de Andrade) – João Bosco, Chico Buarque e Caetano Veloso (ao vivo)

 

Seleção: Luiz Fernando Vianna

Edição e sonorização: Filipe Di Castro