Dino 7 Cordas

Kiko Horta e Marcelo Caldi

Fole no choro

O acordeom tem estreita ligação com o choro. Mestres dos ritmos nordestinos (Luiz Gonzaga, Sivuca, Dominguinhos) se dedicaram ao gênero, e jovens instrumentistas, como Kiko Horta e Marcelo Caldi (ambos na foto), mantêm a tradição.

11.06.2018

O Regional do Canhoto

O Regional do Canhoto

O pesquisador Armando Andrade vem reunindo gravações e histórias do Regional do Canhoto. Além de ter sido um dos mais importantes conjuntos de acompanhamento de cantores e solistas no Brasil, produziu discografia própria de alta qualidade.

04.06.2018

Raphael Rabello

Raphael Rabello, Jorge Veiga, Vanessa da Mata, José Milton…

Raphael Rabello, cuja vida de apenas de 32 anos acaba de virar livro, é um dos destaques do programa. Zuza Homem de Mello selecionou uma interpretação do violonista de um choro de Pixinguinha. Vanessa da Mata cantando Assis Valente abre a playlist.

11.05.2018

Dino 7 Cordas, o violão fundamental

Dino 7 Cordas, o violão fundamental

Completa-se em 5 de maio o centenário de Dino 7 Cordas, o músico que definiu o uso do seu instrumento no choro e no acompanhamento de cantores de samba. Com gravações marcantes e entrevistas, o programa mostra o papel fundamental do violonista na música brasileira.

04.05.2018

Jacob do Bandolim

Jacob, Catulo, Paulinho, Sá e Guarabyra…

Duas gravações de Jacob do Bandolim (foto) e duas do CD que reinterpreta a obra de Catulo da Paixão Cearense são destaques na playlist de Zuza Homem de Mello. Paulinho da Viola, Sá e Guarabira e novos nomes da música brasileira também estão no programa.

13.04.2018

Clara Nunes

Clara Nunes, Paulinho da Viola, Fafá Lemos & Carolina Cardoso de Menezes, Raphael Rabello & Dino 7 Cordas…

A voz de Clara Nunes abre a nova playlist de Zuza Homem de Mello, que ainda tem mais samba e grandes momentos da música instrumental: Fafá Lemos e Carolina Cardoso de Menezes; Raphael Rabello e Dino 7 Cordas; e a pianista Heloísa Fernandes.

12.01.2018

Jorginho do Pandeiro

A arte de Jorginho do Pandeiro

Este programa homenageia um dos mais importantes pandeiristas, morto em 6 de julho. Nas gravações reunidas e em depoimentos de Maurício Carrilho, Marcos Suzano e outros, compreende-se como Jorginho sintetizou o que se fazia antes e virou referência maior para quem veio depois.

14.08.2017