Zuza Homem de Mello estreou em 24 de março de 2017  seu programa Playlist do Zuza, realizado pela Batuta em parceria com a Rádio USP. Foram 157 episódios, um novo a cada sexta-feira, sem interrupções, até 20 de março de 2020. Por causa da pandemia do novo coronavírus, as gravações tiveram de ser suspensas. Mas ele já tinha marcado a volta ao estúdio da Rádio USP para 13 de outubro. No dia 16, o Playlist do Zuza retomaria sua história. Ele dizia estar ansioso e cheio de faixas para levar ao ar, selecionadas nos CDs de sua coleção e naqueles que artistas lhe enviavam. O repertório do programa semanal, voltado para a música brasileira, traduzia a sua forma livre de encarar a arte. Havia espaço para artistas de todos os gêneros e todas as faixas etárias.

Os episódios podem ser encontrados aqui: Playlist do Zuza

Ele também era um apaixonado por jazz. A Batuta teve o privilégio de produzir e apresentar a série Duke por Zuza. São 50 capítulos, além de uma abertura, em que Zuza comentava gravações marcantes daquele que foi o seu ídolo maior: Duke Ellington. A série está aqui: Duke por Zuza.

Reinaldo Figueiredo, apresentador de A Volta ao Jazz em 80 Mundos, e Arthur Dapieve, apresentador de Prelúdios, gravaram depoimentos para falar da admiração por Zuza. Reinaldo diz que ele deveria se chamar Zuza Homens de Mello, tantas coisas que fez. Dapieve destaca o amplo conhecimento e a generosidade.

Zuza Homem de Mello morreu neste domingo, 4 de outubro, em casa, de infarto. Estava com 87 anos.