O matogrossense Nicolas Behr, que firmou sua poesia alternativa em Brasília, participou da abertura no IMS-RJ da exposição Poesia marginal – Palavra e livro. Em entrevista a Alice Sant’Anna, o autor de Chá com porrada falou da relação de corpo a corpo do poeta com o leitor e leu versos de livros seus.

 

Edição e sonorização: Filipe Di Castro