O baiano Assis Valente (1911-1958) não era simples. Transformou uma música triste, ironicamente chamada Boas festas, na mais conhecida canção brasileira de Natal. Fez troça (ótima, inteligente) do fim de tudo (em E o mundo não se acabou). Chegou a ser o compositor preferido de Carmen Miranda, que interpretou 24 músicas suas. Mas ela abriu mão logo de Brasil pandeiro, que entraria para a história muito tempo depois, quando os Novos Baianos anunciaram: “Chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor”. Tema de biografia lançada no final de 2014 pelo jornalista Gonçalo Junior (Quem samba tem alegria), Assis fez dezenas de sambas e marchas alegres, mas era um homem depressivo que tentou algumas vezes se matar – até que conseguiu.

Músicas

Camisa listada (Assis Valente) – Carmen Miranda

E o mundo não se acabou (Assis Valente) – Adriana Calcanhotto

Fez bobagem (Assis Valente) – Aracy de Almeida

Boas festas (Assis Valente) – João Gilberto

Brasil pandeiro (Assis Valente) – Novos Baianos

Alegria (Assis Valente e Durval Maia) – Orlando Silva

 

Apresentação: Luiz Fernando Vianna (com Elaine Freires, da CBN)

Roteiro: Luiz Fernando Vianna

Edição e sonorização: Filipe Di Castro