O jazz feito por brasileiros (aqui e no exterior) é vasto e variado. Reinaldo Figueiredo prova isso com uma primeira seleção de gravações lançadas em 2018. São grandes músicos em ação, às vezes homenageando outros grandes músicos, como Luizão Maia, Mauricio Einhorn e Dom Salvador. No final, uma surpresa: Garçom, sucesso de um rei do brega, Reginaldo Rossi, vira balada jazzística com o grupo do pianista Marcos Nimrichter.

Repertório

Luizão (Antonio Adolfo) – Antonio Adolfo e Orquestra Atlântica

Acalanto para Einhorn (Gabriel Grossi) – Gabriel Grossi Quinteto

Sargaço mar (Dorival Caymmi) / Porto (Dori Caymmi) – Itamar Assiere

De Minas (Rubinho Antunes) – Rubinho Antunes e Camille Bertault

Dona Eni (Amaro Freitas) – Amaro Freitas

No escuro (Adaury Mothé) – Adaury Mothé

Transition (Dom Salvador) – Duduka da Fonseca Trio

Salvaterra (Guilherme Dias Gomes) – Guilherme Dias Gomes

Garçom (Reginaldo Rossi) – Marcos Nimrichter Trio

 

A volta ao jazz em 80 mundos também é apresentado na terceira segunda-feira de cada mês, às 22h, na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz).

Apresentação: Reinaldo Figueiredo

Edição: Filipe Di Castro