O homenageado neste programa foi um grande cantor, que também era compositor, artista plástico e arquiteto. Nascido no sertão mineiro, foi no Rio de Janeiro que conheceu o sucesso como intérprete em meados da década de 1950. Luiz Cláudio, este grande intérprete, que morreu no último dia 28 de agosto.

Suas mãos (Antônio Maria e Pernambuco) – Luiz Cláudio
Amar em segredo (Fernando Cesar) – Luiz Cláudio
Eu, você e o luar (Hilário Alves e Celso Garcia) – Luiz Cláudio
Tome conta do meu amor (“Take good care of my baby”) (Carole King e Gerry Goffin, versão de Luiz Augusto) – Luiz Cláudio

Foi num trem (Luiz Cláudio) – Luiz Cláudio
Joga a rede no mar (Fernando César e Nazareno de Brito)
Não morro sem ver Paris (Alcyr Pires Vermelho, Marques Júnior e Roberto Roberti) – Luiz Cláudio com acompanhamento de Os Titulares do Ritmo

Viola de bolso (Luiz Cláudio e Carlos Drummond de Andrade) – Luiz Cláudio
O galo cantou na serra (Luiz Cláudio e Guimarães Rosa) –  Nara Leão
Tira este sorriso do caminho (Ivon Curi) – Luiz Cláudio
Este seu olhar (Tom Jobim) – Luiz Cláudio

Rancho das flores (Bach, versão de Vinícius de Moraes) – Luiz Cláudio
Mucama (Gonçalves Crespo) – Luiz Cláudio
Menina (Paulinho Nogueira) – Luiz Cláudio

 

Apresentação, pesquisa, texto e roteiro – Carla Paes Leme
Edição e sonorização – Filipe Di Castro