Déo era o cantor preferido de Ary Barroso. No início dos anos 1940, estava numa fase tão espetacular que ganhou o apelido de “ditador de sucessos”. Em Mais cedo ou mais tarde, de 1945, o cantor se une a outros dois ditadores do bom gosto: o compositor Geraldo Pereira e o conjunto de Benedito Lacerda. A música também está no site Discografia Brasileira, do IMS.

 

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro