Paulo Roberto Pires inicia o segundo dia da Oficina Literária Flip/serrote falando sobre os dezoito subtipos do ensaio – “uma completa insanidade”. Em seguida apresenta alguns princípios que norteiam o gênero, com ênfase nas frases elementares, e dá início a uma análise do ensaio “Sobre os canibais”, de Montaigne. Com muito bom humor, Geoff Dyer, o convidado do dia, encerra a aula falando do guarda-roupa como tema ensaístico e da estupidez compartilhada como um caminho até o limiar da sabedoria.