O estilo de Vicente Celestino, em seu vozeirão de tenor, sempre foi o do romântico dramático. Ele sofreu de um jeito único na música brasileira. A gravação de Rasguei o teu retrato, num 78 rotações por minuto de 1935, mostra a intensidade, em altos decibéis, dessa dor. Ao fundo, elegante, a orquestra do arranjador Pixinguinha. No site Discografia Brasileira, a composição de Candido das Neves, o Índio, tem esta e outra versão também na voz de Vicente Celestino.

Apresentação: Joaquim Ferreira dos Santos

Edição: Filipe Di Castro