A distância a que se refere o título do programa se dá no espaço e no tempo. Eucanaã Ferraz selecionou cantos muito antigos mantidos pela tradição oral. Vêm, dentro outros países, do Líbano, da Índia e do Tibete.

Repertório

Ali Kondi, Nevruz Kondi e grupo de camponeses (Albânia) – Fuat Bahani (anôn.) – 2:34

Yûsuf al-Tâj (Líbano) – La-sbat mâ yi’ûd az-zamân [É certo que o passado não voltará mais] – 2:59

Mudi Kondan, C. Venkatarama e Vellore Gopalachari (Índia) –  Improvisação pallavi (anôn.) – 3:04

Imas Permas (Indonésia) – sem título – música de concerto tembang sunda (anôn.) – 2:46

Monges budistas do Colégio Tântrico de Gyütö (Tibete) –  sem título (anôn.)  – 2:33

Constantin Staicu (Romênia) – Sarpele [Serpente] – 3:02

Bac Nam Ngu (Vietnam) – Canto feiticeiro (anôn.) – 2:32

The Bulgarian State Radio & Television Female Choir (Bulgária) – Kalimankou Denkou [A reunião da noite] (anôn.) – 5:11

 

O programa A voz humana é apresentado à 0h de quarta-feira na Rádio MEC FM do Rio de Janeiro (99.3 MHz).

Concepção, roteiro e apresentação: Eucanaã Ferraz

Edição e sonorização: Filipe Di Castro