Programas

  • Programas

    Programas variados que fazem parte da grade atual da Batuta estão reunidos aqui.

  • Estúdio Batuta

    A Batuta recebe artistas em seu estúdio para entrevistas e números musicais. Mostramos aqui os resultados desses encontros.

    VER TODOS

    Zé Renato canta Paulinho da Viola

    Zé Renato canta Paulinho da Viola

    Zé Renato interpreta no estúdio oito músicas do CD O amor é um segredo, dedicado à obra de Paulinho da Viola, e mais algumas do compositor. São sambas sobre o amor, lentos e sofridos. O cantor comenta o estilo muito particular de Paulinho em entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos.

    06.02.2020
    Marina Lima

    Marina Lima

    Em entrevista a Joaquim Ferreira dos Santos, Marina Lima fala sobre a depressão que resultou em problemas graves em sua voz. "Sou mais feliz hoje do que eu era. Minha voz é como eu sou, como eu canto. Sou eu." Ela comenta a mudança para São Paulo e o Brasil de hoje.

    08.12.2019
    Marcos Sacramento e Luiz Flavio Alcofra

    Marcos Sacramento e Luiz Flavio Alcofra

    Cantor e violonista gravaram CD com o repertório de Aracy de Almeida, incluindo Filosofia, que interpretaram no estúdio da Batuta. E têm parcerias como Na cabeça, também apresentada na entrevista. Sacramento (foto) diz ainda se sentir "peixe fora d'água no samba".

    30.11.2019

    Playlist do Zuza

    Zuza Homem de Mello, nome consagrado quando o assunto é música brasileira, reúne no programa gravações de sua preferência, combinando registros consagrados e contemporâneos. Ele é autor de livros como A canção no tempo (em parceria com Jairo Severiano), João Gilberto, Música com Z e A era dos festivais. Playlist do Zuza é uma parceria com a Rádio USP (93.7 FM em São Paulo), que veicula o programa às 17h de sexta-feira, dia em que entra no site da Batuta. A Rádio MEC FM do Rio de Janeiro apresenta às 22h de sexta. O tema de abertura é "Incompatibilidade de gênios" (João Bosco e Aldir Blanc).

    VER TODOS

    Elis e Adoniran juntos e ao vivo…

    Elis e Adoniran juntos e ao vivo…

    Elis Regina recebeu Adoniran Barbosa para um encontro de música e humor no programa de TV O fino da bossa, em 1965. Zuza Homem de Mello, que registrou e guardou o áudio, apresenta a gravação. O programa também tem Kleiton e Kledir, Lanny Gordin e outros.

    20.03.2020
    O violão de Raphael Rabello, o violino de Claudio Cruz…

    O violão de Raphael Rabello, o violino de Claudio Cruz…

    Uma gravação de Raphael Rabello (foto) interpretando um tema de Villa-Lobos está no programa de Zuza Homem de Mello. Outro destaque é o violinista Claudio Cruz tocando Tico-tico no fubá. Também há composições de Dorival Caymmi e da dupla Guinga/Aldir Blanc.

    13.03.2020
    Geraldo Vandré, Tuzé de Abreu, Guadalupe…

    Geraldo Vandré, Tuzé de Abreu, Guadalupe…

    Geraldo Vandré (foto) e sua Canção nordestina estão na seleção de Zuza Homem de Mello. Assim como o paraibano Vandré, são do Nordeste o baiano Tuzé de Abreu e a pernambucana Guadalupe, também na lista. Ainda no repertório há uma gravação de Mario Reis quando jovem.

    06.03.2020

    A volta ao jazz em 80 mundos

    Reinaldo Figueiredo apresenta o programa, que estreou em 2013. Ele começou a gostar de jazz entrando pela porta da bossa nova. Depois de ver ao vivo Leny Andrade com o Bossa Três, saiu comprando discos de trio piano/baixo/bateria. Nos anos 1970, enquanto era cartunista no jornal O Pasquim, também tocava pandeiro num obscuro conjunto de choro que nem nome tinha, mas era apelidado de Época de Merda. Em 1984, com Hubert e Claudio Paiva, criou o tablóide de humor O Planeta Diário. Nos anos 1980 e 1990, quando integrava o Casseta & Planeta, participou como baixista dos shows musicais do grupo. Desde 1998 toca contrabaixo na CEJ (Companhia Estadual de Jazz), grupo dedicado ao samba-jazz. O título do programa faz alusão ao livro A volta ao dia em 80 mundos, do escritor argentino e jazzófilo Julio Cortázar. O prefixo do programa é Hot bean strut, do pianista panamenho Danilo Perez.

    VER TODOS

    O jazz que veio dos livros

    O jazz que veio dos livros

    A literatura pode ser uma fonte do jazz, como demonstra Reinaldo Figueiredo neste programa. Entre outros exemplos, Brad Mehldau (foto) homenageia a geração beatnik, Jeff Gardner se inspira em Paul Auster e Arthur Dutra põe Kant no samba-jazz.

    19.03.2020
    Charles Mingus sem fronteira

    Charles Mingus sem fronteira

    Nascido na divisa dos EUA com o México, Charles Mingus não respeitava fronteiras musicais. Entre as muitas sonoridades que combinava em suas composições estavam as mexicanas. Reinaldo Figueiredo seleciona temas do álbum Tijuana Moods (1962) regravados pela Mingus Big Band em 1997.

    12.02.2020
    Claudio Roditi, o embaixador do samba-jazz

    Claudio Roditi, o embaixador do samba-jazz

    Claudio Roditi, que morreu em 18 de janeiro, mudou-se para os EUA nos anos 1970 e se consagrou como um dos grandes trompetistas do jazz. Tocou com Dizzy Gillespie, McCoy Tyner e outros, mas nunca deixou de imprimir sonoridade brasileira em seu trabalho, como mostra Reinaldo Figueiredo no programa.

    17.01.2020

    Prelúdios

    Arthur Dapieve apresenta o programa, que estreou em 2013. Ele é jornalista desde 1986, trabalhando na área de cultura no "Jornal do Brasil" e em "O Globo", do qual é colunista, além do site "NoPonto". Tem dez livros entre ficção e não ficção, alguns sobre música, como BRock - o rock brasileiro dos anos 80 (1995) e Renato Russo - O trovador solitário (2000). Escuta música clássica desde que era um adolescente fã de rock progressivo e hoje dedica a Bach, Tchaikovsky e Mahler a maioria do seu tempo.

    VER TODOS

    Richter, o gigante

    Richter, o gigante

    Arthur Dapieve dedica todo o programa a interpretações do grande pianista Sviatoslav Richter. No repertório estão concertos, sonatas e prelúdios. Ele tocou peças de autores muito variados, incluindo russos, alemãs e austríacos. Seu pai, neto de alemães, foi executado pelo regime soviético.

    24.03.2020
    Uma turca na Itália

    Uma turca na Itália

    Leyla Gencer (1928-2008) foi rival de Maria Callas, mas hoje é pouco lembrada. Arthur Dapieve selecionou algumas interpretações da soprano turca, quase todas ao vivo. No repertório predominam árias de óperas de Donizetti.

    17.02.2020
    Sinfonias a.B

    Sinfonias a.B

    Beethoven, nascido há 250 anos, terá programas dedicados à sua obra na temporada 2020 de Prelúdios. Ele é inigualável nas sinfonias. Neste primeiro momento, Arthur Dapieve apresenta sinfonias de compositores anteriores a ele, como Haydn e Mozart (imagem).

    23.01.2020

    IMS Paulista

    Programas sobre as atrações culturais do IMS Paulista, sobretudo as musicais, ficam disponíveis aqui.

    VER TODOS

    Confraria carnaval

    Confraria carnaval

    A cantora Suzana Salles conta como aconteceu o renascimento do carnaval de São Luiz do Paraitinga, seis décadas após um padre dizer que nasceria rabo e chifre em quem brincasse. Ela, Paulo Padilha e a família Frade, de artistas da cidade, se apresentarão em 16 de fevereiro, às 11h.

    09.02.2020
    Pagode da 27

    Pagode da 27

    Grupo que tem o nome da roda de samba que ajudou a mudar a cara do Grajaú (bairro que já foi tido como um dos mais violentos de São Paulo), o Pagode da 27 mostra o seu repertório no IMS Paulista, em 26/1, às 16h.

    19.01.2020
    Mulheres no jongo

    Mulheres no jongo

    Forma de comunicação utilizada por escravizados, o jongo já foi cantado e dançado apenas por homens velhos. Hoje, estão à frente jovens e mulheres, como as que se apresentarão no IMS Paulista, às 11h, em 15 de dezembro. Solange Barbosa explica as características do jongo.

    07.12.2019

    IMS Poços

    Atividades culturais da sede do IMS em Poços de Caldas (MG) são tema de programas da Batuta.

    VER TODOS

    Salve o compositor popular – Caetano Veloso

    Salve o compositor popular – Caetano Veloso

    Autor do verso que dá título à série "Salve o compositor popular", Caetano Veloso é o artista comentado pelo professor Sergio Roberto Montero Aguiar na edição final de 2020. Será em 4/12, às 19h30. Canções dedicadas às mães, como Dona Canô, foram as escolhidas para o programa.

    04.12.2019
    Salve o compositor popular – Gilberto Gil

    Salve o compositor popular – Gilberto Gil

    Gravações de Gal Costa e composições menos conhecidas estão entre os critérios utilizados por Sergio Roberto Montero Aguiar na montagem do repertório da edição de novembro da série "Salve o compositor popular". Gilberto Gil é o tema do encontro do dia 27.

    26.11.2019
    Salve o compositor popular – Tom Zé, Torquato, Capinan, Macalé e Waly

    Salve o compositor popular – Tom Zé, Torquato, Capinan, Macalé e Waly

    Vistos como estranhos e até mesmo marginais no passado, cinco autores hoje consagrados estão na edição de outubro da série "Salve o compositor popular". O professor Sergio Roberto Monteiro Aguiar falará de Tom Zé (foto) e dos outros no dia 30, no IMS Poços.

    23.10.2019

    Literatura em voz alta

    O programa apresenta gravações de poemas, contos e trechos de romances, feitas muitas vezes pelos próprios autores, em registros pouco conhecidos. Também há trechos de palestras, como as realizadas no Clube de Leitura do IMS.

    VER TODOS

    Clube de Leitura – Bom crioulo

    Clube de Leitura – Bom crioulo

    Romance de Adolfo Caminha, de 1895, foi o primeiro de narrativa gay a fazer sucesso no Brasil e pode ter sido o primeiro com protagonista negro. O professor Gilberto Araújo mostra, no Clube de Leitura do IMS, como em Bom crioulo há racismo e uma visão moralista da homossexualidade.

    18.11.2019
    Literatura e conflitos – A poesia brasileira e a Segunda Guerra Mundial

    Literatura e conflitos – A poesia brasileira e a Segunda Guerra Mundial

    Carlos Drummond de Andrade (foto), Cecília Meireles e Murilo Mendes estão entre os autores brasileiros que escreveram textos contundentes sobre a Segunda Guerra. Seus poemas foram analisados pelo professor da USP Murilo Marcondes de Moura no ciclo "Literatura e conflitos".

    01.02.2018
    Literatura e conflitos – A guerra não tem rosto de mulher

    Literatura e conflitos – A guerra não tem rosto de mulher

    Ao analisar a obra de Svetlana Aleksiévitch no curso Literatura e conflitos, Paulo Roberto Pires ressaltou que a vencedora do Nobel de Literatura de 2015 descarta a história triunfal e observa a devastação provocada nas pessoas por guerras e tragédias, sempre do ponto de vista das...

    25.01.2018

    Podcasts

    Nos podcasts da Batuta há reportagens, reflexões, crônicas, conversas. Entre as séries, há a realizada pela revista "serrote", os cinco episódios de "Sertões: histórias de Canudos" e os encontros feitos na Casa do IMS, na Flip.

    VER TODOS

    Carola Saavedra sobre ‘A metamorfose’, de Kafka

    Carola Saavedra sobre ‘A metamorfose’, de Kafka

    No clássico romance de Franz Kafka, o caixeiro viajante Gregor Samsa se transforma num inseto monstruoso e fica impedido de trabalhar, de produzir. A escritora Carola Saavedra destaca que ele perde seu valor para a família e para o mundo.

    09.04.2020
    Sérgio Augusto sobre ‘1984’, de George Orwell

    Sérgio Augusto sobre ‘1984’, de George Orwell

    Romance fundamental do século XX, 1984 está mais forte do que nunca. George Orwell retrata um país onde todos são vigiados pelo Big Brother. Para o jornalista Sérgio Augusto, o escritor não falava apenas da União Soviética, mas de qualquer poder totalitário.

    08.04.2020
    Aparecida Vilaça e Francisco Vilaça Gaspar sobre ‘Só garotos’, de Patti Smith

    Aparecida Vilaça e Francisco Vilaça Gaspar sobre ‘Só garotos’, de Patti Smith

    A antropóloga Aparecida Vilaça e seu filho, o químico Francisco Vilaça Gaspar, comentam o livro em que a poeta e cantora americana Patti Smith recorda a cena underground da Nova York dos anos 1960, com Allen Ginsberg, Jimi Hendrix e outros.

    07.04.2020
    Carola Saavedra sobre ‘A metamorfose’, de Kafka

    Carola Saavedra sobre ‘A metamorfose’, de Kafka

    No clássico romance de Franz Kafka, o caixeiro viajante Gregor Samsa se transforma num inseto monstruoso e fica impedido de trabalhar, de produzir. A escritora Carola Saavedra destaca que ele perde seu valor para a família e para o mundo.

    09.04.2020
    Sérgio Augusto sobre ‘1984’, de George Orwell

    Sérgio Augusto sobre ‘1984’, de George Orwell

    Romance fundamental do século XX, 1984 está mais forte do que nunca. George Orwell retrata um país onde todos são vigiados pelo Big Brother. Para o jornalista Sérgio Augusto, o escritor não falava apenas da União Soviética, mas de qualquer poder totalitário.

    08.04.2020
    Aparecida Vilaça e Francisco Vilaça Gaspar sobre ‘Só garotos’, de Patti Smith

    Aparecida Vilaça e Francisco Vilaça Gaspar sobre ‘Só garotos’, de Patti Smith

    A antropóloga Aparecida Vilaça e seu filho, o químico Francisco Vilaça Gaspar, comentam o livro em que a poeta e cantora americana Patti Smith recorda a cena underground da Nova York dos anos 1960, com Allen Ginsberg, Jimi Hendrix e outros.

    07.04.2020
    Episódio 1 – O tesouro de Chiquinha Gonzaga

    Episódio 1 – O tesouro de Chiquinha Gonzaga

    O único disco gravado por Chiquinha Gonzaga estava perto de ir para o lixo quando o colecionador Gilberto Inácio Gonçalves o salvou num sebo. Ele conta a história neste episódio. A voz que anuncia as duas faixas de piano solo é, muito provavelmente, de Chiquinha, num registro também único.

    03.02.2020
    Episódio 2 – Francisco Alves no meio da história do samba

    Episódio 2 – Francisco Alves no meio da história do samba

    Francisco Alves gravou em 1928 um disco que sintetiza a virada histórica do samba. De um lado, uma composição de Sinhô, ainda com traços de maxixe. Do outro, um samba de Ismael Silva no estilo que consagrou o gênero. João Máximo explica esse momento e a importância do "rei da voz".

    03.02.2020
    Episódio 3 – A linda morena de Lamartine

    Episódio 3 – A linda morena de Lamartine

    Lamartine Babo dizia que "Linda morena" era a sua composição favorita. A gravação feita para o carnaval de 1933 tem interpretação de Mario Reis e Lamartine, além de um arranjo de Pixinguinha cuja genialidade é explicada pelo violonista Luis Filipe de Lima, convidado do episódio.

    03.02.2020

    Sertões: histórias de Canudos

    No final do século 19, o exército matou todos os habitantes do povoado de Canudos, na Bahia, inclusive o líder, Antônio Conselheiro. Em 1902, em "Os sertões", Euclides da Cunha chamou a ação de "crime". A obra se tornou uma das mais importantes da literatura brasileira. As histórias da guerra, do livro e do autor são contadas nesta série, que tem concepção, roteiro e apresentação do jornalista Guilherme Freitas. Ele entrevista estudiosos, artistas e um canudense, morador da região. Trechos de "Os sertões" são lidos pelo ator Fernando Alves Pinto.

    VER TODOS

    Episódio 1 – O livro vingador

    Episódio 1 – O livro vingador

    Em 1897, Euclides da Cunha se tornou correspondente de guerra em Canudos. Cinco anos depois, em "Os sertões", ele definiu a vitória do Exército como “um crime”. Walnice Nogueira Galvão e Francisco Foot Hardman mostram como Euclides inscreveu Canudos no imaginário nacional.

    03.07.2019
    Episódio 2 – A história dos vencidos

    Episódio 2 – A história dos vencidos

    "O sertanejo é, antes de tudo, um forte", sentenciou Euclides da Cunha. Este episódio discute como o escritor retratou os sertanejos em sua obra. Também conta quem foi Antônio Conselheiro e como era a vida em Canudos antes do massacre.

    03.07.2019
    Episódio 3 – Visões do sertão

    Episódio 3 – Visões do sertão

    As fotos feitas por Flávio de Barros, como a dos cerca de 400 habitantes de Canudos presos, são a documentação visual da guerra. Evandro Teixeira e Maureen Bisilliat, fotógrafos entrevistados deste episódio, tiveram a obra de Euclides da Cunha como inspiração para seus livros.

    03.07.2019
    Gal, Callado e Ana C. nos tempos da ditadura

    Gal, Callado e Ana C. nos tempos da ditadura

    No livro Tudo em volta está deserto, Eduardo Jardim reflete sobre a arte na ditadura a partir do show Gal a todo vapor, do romance Quarup e da poesia de Ana Cristina Cesar. Para ele, arte e pensamento são mais efetivos do que engajamento político.

    01.12.2017
    Lillian Ross

    Lillian Ross

    O tema do podcast da serrote é Lillian Ross, a estrela do jornalismo norte-americano que morreu aos 99 anos em setembro. Seu perfil de Ernest Hemingway, publicado em 1950, permanece como exemplo de grande reportagem, capaz de mostrar o lado patético do escritor.

    16.11.2017
    Perto de Foucault

    Perto de Foucault

    Roberto Machado comenta, no podcast da serrote, seu livro Impressões de Michel Foucault. Ele recorda a convivência entre "um jovem professor subdesenvolvido e uma estrela internacional da filosofia", conta histórias divertidas e ressalta a originalidade do pensador francês.

    02.11.2017
    Francisco Bosco e o silêncio

    Francisco Bosco e o silêncio

    Francisco Bosco lê para a Rádio Pensamento um trecho da conferência de encerramento do ciclo "O silêncio e a prosa do mundo". Ele lembra como um acidente grave o levou aos livros e a trocar o mundano pelo mundo.

    09.10.2013
    O silêncio por Pedro Duarte

    O silêncio por Pedro Duarte

    O professor de filosofia Pedro Duarte, que participa do ciclo "O silêncio e a prosa do mundo", diz que a recusa à "confusão babélica" de hoje é quase impossível, mas que hierarquizar falas é necessária. E destaca o "esforço de linguagem" dos cartazes das manifestações.

    17.08.2013
    O silêncio por Francis Wolff

    O silêncio por Francis Wolff

    O ciclo de conferências "O silêncio e a prosa do mundo" está começando no Rio e em SP com o filósofo Francis Wolff, que fala em entrevista para o programa Rádio Pensamento sobre as várias formas de silêncio.

    14.08.2013
    Reação ao artista nu

    Reação ao artista nu

    Os protestos contra a performance de um artista nu, tocado por uma criança, fazem parte de um quadro de "cala a boca geral" desejado pelos setores conservadores, diz Guilherme Wisnik em sua coluna "Espaço em obra" (Rádio USP).

    05.10.2017
    O IMS Paulista

    O IMS Paulista

    Professor de arquitetura e urbanismo da USP, Guilherme Wisnik analisa em sua coluna "Espaço em obra" (Rádio USP) o edifício do IMS Paulista, inaugurado em 19 de setembro.

    21.09.2017
    As caravanas de Chico Buarque

    As caravanas de Chico Buarque

    Guilherme Wisnik analisa, em sua coluna "Espaço em obra" (Rádio USP), a melodia e a letra de As caravanas, canção de Chico Buarque que ele classifica de "poderosa". A música ressalta o lugar diferente que Chico, ex-unanimidade nacional, ocupa hoje no Brasil.

    08.09.2017

    Batuta na Flip

    O Instituto Moreira Salles participa da Flip com diversas atividades numa casa que é referência para quem vai a Paraty acompanhar a festa literária. Além de exposições e lançamentos de revistas, há entrevistas com escritores sobre obras literárias e personagens que marcaram suas vidas. As gravações vão ao ar no programa Batuta na Flip.

    VER TODOS

    Chico Felitti

    Chico Felitti

    O jornalista Chico Felitti (à direita na foto) escreveu um dos livros de maior destaque em 2019. "Ricardo e Vânia" é uma reportagem que alia investigação minuciosa a aproximação afetiva com dois protagonistas nada convencionais, como ele contou a Flávio Moura na Casa do IMS.

    01.08.2019
    Maureen Bisilliat

    Maureen Bisilliat

    Fotojornalismo, luto e literatura foram assuntos de Maureen Bisilliat na Casa do IMS. A fotógrafa nascida na Inglaterra relançou o livro Sertões: luz & trevas, em edição do IMS, onde está todo o seu acervo.

    31.07.2019
    Kalaf Epalanga

    Kalaf Epalanga

    Integrante da banda Buraka Som Sistema e escritor que vem se tornando mais conhecido no Brasil, o angolano Kalaf Epalanga, que foi imigrante clandestino em Portugal, explicou na Casa do IMS como os africanos têm transformado Lisboa.

    30.07.2019

    Equipe IMS - Alice Sant'Anna

    Alice Sant'Anna lançou, entre outros, os livros de poesia "Rabo de baleia" e "Pé do ouvido". Trabalhou na revista "serrote", do Instituto Moreira Salles, época em que realizou este podcast. É editora da Companhia das Letras.

    VER TODOS

    A eterna marginalidade de Zuca Sardan

    A eterna marginalidade de Zuca Sardan

    Zuca Sardan é um diplomata octogenário, mas continua se sentindo um poeta marginal. De Hamburgo, ele conversou com Alice Sant'Anna sobre patafísica, geometria e também literatura.

    06.03.2015
    As cores de Lu Menezes

    As cores de Lu Menezes

    Lu Menezes define a poesia como uma maneira de mediação com o mundo. No fim, lê poemas selecionados de três livros seus e um publicado na revista "Lado7".

    14.11.2014
    O carrossel de Ana Salek

    O carrossel de Ana Salek

    A carioca Ana Salek fala a Alice Sant'Anna sobre seus poemas, reunidos no livro "Dezembro" e que estarão em outros, além de crônicas, que cativam fãs no Facebook. Ela lê alguns de seus versos e texto sobre a aula de pilates.

    12.09.2014

    Equipe IMS - José Carlos Avellar

    José Carlos Avellar (1936-2016) foi crítico de cinema, autor, entre outros, de um livro sobre cinema e literatura no Brasil, O chão da palavra, e de outro sobre teorias de cinema na América Latina, A ponte clandestina. Foi responsável pela programação de cinema do Instituto Moreira Salles.

    VER TODOS

    Festival do Rio, no IMS

    Festival do Rio, no IMS

    José Carlos Avellar destaca filmes do Festival do Rio que passarão no IMS, entre eles vários de Roberto Rossellini, como "Roma cidade aberta", e clássicos mexicanos.

    19.09.2014
    As praias de Agnès

    As praias de Agnès

    O DVD da Coleção IMS é um passeio da francesa Agnès Varda por seu entorno, com a cineasta mais atenta aos outros do que a si própria. "As praias de Agnès" é exemplar no uso do equipamento digital para a realização de retratos de família.

    15.11.2013
    Uma viagem em torno de si mesmo

    Uma viagem em torno de si mesmo

    Documentários como "Um viajante", de Marcel Ophuls, em cartaz no Festival do Rio, e "As praias de Agnès Varda", próximo DVD da coleção do IMS, mostram cineastas investigando as próprias vidas em vez de olhar para o que está fora deles.

    11.10.2013

    Equipe IMS - Paulo Roberto Pires

    Paulo Roberto Pires, jornalista, é editor da "serrote", revista de ensaios do Instituto Moreira Salles. É autor de perfis biográficos de Hélio Pellegrino e Jorge Zahar e do romance "Se um de nós dois morrer".

    VER TODOS

    Outras noites cariocas

    Outras noites cariocas

    O livro "Rio cultura da noite" é o mote para Paulo Roberto Pires dizer que nostalgia não precisa ser usar os mortos para criticar os vivos, mas recordar tempos em que as vidas noturna e intelectual se encontravam na cidade.

    05.09.2014
    A morte de um escritor

    A morte de um escritor

    João Ubaldo Ribeiro, Ariano Suassuna e Nadine Gordimer morreram nos últimos dias. Paulo Roberto Pires destaca que, ao contrário dos que morrem literariamente antes da extinção física, eles tiveram em vida as glórias merecidas e serão imortais graças ao leitor comum.

    25.07.2014
    Livro sem papel

    Livro sem papel

    Paulo Roberto Pires avisa: "Gostar de livro até traça gosta". Em seu podcast, o jornalista e escritor se ampara numa pesquisa para reforçar o valor dos ebooks e e-readers, criticar o fetiche do papel e defender que o importante mesmo é ler.

    27.06.2014

    Crônicas do Joaquim

    Joaquim Ferreira dos Santos entrou no mundo das crônicas pela leitura dos textos de Rubem Braga, Fernando Sabino e Paulo Mendes Campos na revista Manchete dos anos 1960. As primeiras músicas, ouviu pela Rádio Nacional dos anos 1950. Jornalista desde 1969, trabalhou nos principais jornais e revistas brasileiros. No programa, ele mistura as duas influências e costura o texto, curto e leve, com vinhetas musicais. Publicou três livros de crônicas (O que as mulheres procuram na bolsa, Em busca do borogodó perdido e Minhas amigas) e quatro de não-ficção (Um homem chamado Maria, Feliz 1958 - O ano que não devia acabar, Leila Diniz - Uma revolução na praia e Enquanto houver champanhe, há esperança - Uma biografia de Zózimo Barrozo do Amaral). Também organizou o livro As cem melhores crônicas brasileiras.

    VER TODOS

    Feliz 1968

    Feliz 1968

    Joaquim Ferreira dos Santos dá a partida nos comentários sobre os 50 anos daquele ano que não terminou. Ao menos até 13 de dezembro chegar com o AI-5, o Brasil alargou seus limites culturais, especialmente graças ao tropicalismo.

    15.12.2017
    Wanderléa: a primeira empoderada

    Wanderléa: a primeira empoderada

    A "garota papo firme" foi alguém à frente do seu tempo, defende Joaquim Ferreira dos Santos. Tema de biografia recém-lançada, Wanderléa teve papel importante na festa libertária dos costumes nos anos 1960 e semeou o empoderamento feminino de hoje.

    24.11.2017
    Torquato Neto, o anjo 45

    Torquato Neto, o anjo 45

    Joaquim Ferreira dos Santos recorda o letrista de poucas mas fundamentais músicas gravadas, como Geleia geral. Ele se matou há 45 anos e, a cada vez que sua obra é revisitada ou seu baú de inéditas é aberto, a música e a inteligência brasileiras agradecem.

    10.11.2017

    Prefácios

    Escritores e ensaístas falam sobre livros e autores que conhecem bem, oferecendo aos ouvintes um guia privilegiado.

    VER TODOS

    Rodrigo Lacerda

    Rodrigo Lacerda

    Neste programa da série Prefácios, o escritor Rodrigo Lacerda apresenta o pouco conhecido livro Mina R, de Roberto de Mello e Souza. Autor de muitos livros de administração de recursos humanos, Roberto (irmão do crítico Antonio Candido) combateu na...

    29.04.2013
    Laura Restrepo

    Laura Restrepo

    “Dos escritores atuais, é aquele que conseguiu ir mais fundo na alma do homem contemporâneo”. Com essa frase, a escritora colombiana Laura Restrepo justifica a sua escolha de Infância, do sul-africano J.M. Coetzee, como livro a receber um prefácio seu....

    29.04.2013
    Jurandir Freire Costa

    Jurandir Freire Costa

    Um triângulo amoroso entre um veterano jornalista inglês, um jovem americano idealista e uma bela vietnamita, no qual motivações psicológicas tornam-se inseparáveis de elementos passionais e ideológicos. O pano de fundo histórico e...

    29.04.2013