Discografia Brasileira

Capítulo 5 - O Brasil brasileiro e a boa vizinhança

Capítulo 5 – O Brasil brasileiro e a boa vizinhança

A década termina com Carmen Miranda partindo para brilhar nos Estados Unidos e Ary Barroso consagrando-se como o compositor de um Brasil festeiro e grandioso. A música nacional se torna tesouro internacional e produto de exportação.

04.02.2021

Infidelidade

Infidelidade

Ao chegar ao Rio na década de 1930, Ataulfo Alves uniu sua mineirice ao samba carioca. Um pouco dessa mistura está no samba-canção Infidelidade, de 1947.

01.02.2021

Dama ideal

Dama ideal

Mais conhecido como compositor, Geraldo Pereira também foi um grande intérprete, um “cantor de bossa”, como se dizia. É o que ele prova em Dama ideal, de Alcebíades Nogueira e Arnaldo Passos, samba gravado em 1952.

25.01.2021

Carioca 1954

Carioca 1954

A voz de Dolores Duran e os versos de Antônio Maria estão neste samba-canção que exalta a noite carioca da década de 1950.

18.01.2021

Baile da Piedade

Baile da Piedade

Por causa do humor que marcava suas interpretações, Jorge Veiga ficou conhecido como o “caricaturista do samba”. Baile da Piedade, de 1947, é um ótimo exemplo.

11.01.2021

Brasil pandeiro

Brasil pandeiro

Samba-exaltação bem diferente, com muito humor, a composição de Assis Valente foi dispensada por Carmen Miranda e lançada pelo conjunto Anjos do Inferno em 1941. Três décadas depois, faria sucesso com os Novos Baianos.

04.01.2021

Folha morta

Folha morta

O samba-canção Folha morta, de Ary Barroso, foi lançado em 1956 na voz de Jamelão. A parceria do cantor com a Orquestra Tabajara é um ponto alto da música brasileira.

28.12.2020

Doce de coco

Doce de coco

A interpretação de Doce de coco por seu autor, Jacob do Bandolim, é um dos grandes momentos da história do choro. A gravação de 1951 traduz a excelência do músico.

21.12.2020