feminismo

Simone de Beauvoir. Foto de Gisele Freund

Carla Rodrigues sobre ‘O segundo sexo’, de Simone de Beauvoir

Mais do que a frase “Não se nasce mulher, torna-se mulher”, o livro de Simone de Beauvoir guarda o embrião da revolução feminista que se movimenta hoje com grande força. É o que ressalta a professora de filosofia e pesquisadora Carla Rodrigues.

15.04.2020

Elza Soares

Elza, dura na queda

Elza Soares está no auge, com mais de 80 anos. Após os dois últimos CDs, nunca representou tanta gente, sobretudo mulheres negras. O programa repassa a vida difícil da cantora, que, como dizem músicas de seu repertório, sempre foi Dura na queda e deu a Volta por cima.

12.08.2018

Chiquinha Gonzaga

Chiquinha, a pioneira

A série “A mulher na música brasileira” começa com quem esteve muito à frente do seu tempo. Chiquinha Gonzaga foi compositora e pianista popular quando essas áreas eram reservadas aos homens. Deixou o marido aos 23 anos e terminou a vida ao lado de um homem 35 anos mais novo.

04.03.2018

Detalhe de foto de Marcel Gautherot/Acervo IMS

O poder feminino no carnaval

Há marchinhas e sambas carnavalescos que estão em baixa na época do empoderamento feminino. O programa recorda o machismo do passado e uma das exceções: Chiquita Bacana.

04.02.2018

Joyce Moreno

Joyce Moreno

Para comemorar os 70 anos, Joyce Moreno regravará em 2018 seu primeiro disco, feito aos 20. No estúdio da Batuta, ela comenta outros projetos, canta Mistérios, diz que “o Brasil precisa merecer o Brasil” (e a música do país) e defende um “feminismo à brasileira”.

29.01.2018

Wanderléa

Wanderléa: a primeira empoderada

A “garota papo firme” foi alguém à frente do seu tempo, defende Joaquim Ferreira dos Santos. Tema de biografia recém-lançada, Wanderléa teve papel importante na festa libertária dos costumes nos anos 1960 e semeou o empoderamento feminino de hoje.

24.11.2017

As vozes femininas de Chico Buarque

As vozes femininas de Chico Buarque

Ninguém escreveu tão marcantes canções sobre o universo feminino do que Chico Buarque. No início, algumas de suas personagens, como a de Com açúcar, com afeto, ainda eram subjugadas pelos homens. Depois, tornaram-se fortes, decididas, até cruéis, mas sem deixar de amar.

19.03.2017

Mulheres: machismo nacional e musical

Mulheres: machismo nacional e musical

O infeliz discurso de Michel Temer no Dia Internacional da Mulher encontra eco na tradição da música brasileira, na qual não faltam canções machistas: de “Ai, que saudades da Amélia” a exemplos recentes.

12.03.2017